1|2 Seguinte »
 

Dama do Bling dá o nó

O casamento mais irreverente do ano

Um casamento à moda moçambicana, com direito a matoritori, fiosses e xiguiana. São alguns dos detalhes revelados pela cantora Dama do Bling, que no dia 24 de Agosto vai dar o nó numa cerimónia civil a ter lugar na Matola.

Os preparativos vão de vento em popa e o stress tem sido o companheiro da cantora nestes últimos dia antes da boda. A notícia do casamento apanhou todos os moçambicanos de surpresa, mas depois da tanta especulação à volta do tema, foi a mesma que confirmou o enlance através das redes sociais ao lançar o “Diário De Uma Noiva”.

Dama do Bling, nome artístico de Ivânnea Mudanisse, contou ao SAPO, que está a viver ‘um dos melhores momentos da vida’, mas confessa que ‘preparar um casamento não é tarefa fácil e os últimos dias são ainda mais complicados’.

“Estamos há dias sem dormir e mal vejo a nossa filha Índia que se encontra hospedada em casa da minha mãe junto com a babá, mas mesmo assim, tenho sempre tempo de ir ter com ela para lhe dar banho, pois disso não abro mão”, revelou Dama do Bling.

No início da nossa reportagem ficamos a saber que o casamento vai ser à moda moçambicana, com tudo que uma noiva e os seus convidados têm direito, desde matapa, mucuani, mucapata, doces tradicionais como matoritori, fiosse e outros doces típicos do norte do país, de onde o Izidine (o seu noivo) é natural. “Vai ser um casamento tradicional moçambicano com xiguiana no dia seguinte em casa dos meus sogros, com capulana e tudo tudo”, garantiu Bling.

Apesar de muito stress, a rapper mais irreverente de Moçambique já tem muita coisa adiantada. O bouquet e o convite já andam nas redes sociais prontos para o dia “Sim”. Mas também o cabelo, as unhas, a cor da decoração, o bolo, a ementa, está tudo tratado.

As surpresas não param por aqui. Tanto o tema do casamento como o conteúdo do convite foram alvo de muitos comentários nas redes sociais. Dama do Bling e Izidine quebraram todas as barreiras ao se intitularem “cadastrados” e o convite ser nada mais, nada menos que uma “intimação de justiça” e não um convite para um casamento.

 

Veja na página seguinte todos os detalhes do casamento

1|2 Seguinte »
Comentar
Os comentários ficarão públicos